sexta-feira, 25 de setembro de 2015

Bagagem de mão VS Bagagem de porão

Para uma boa parte dos viajantes reduzir a lista de artigos a levar na mala de viagem ao essencial é uma tarefa árdua, em especial para as mulheres que acham sempre que vão precisar de inúmeras coisas em viagem e que se sujeitam a levar uma mala (quando não mais que isso) super carregada, sujeita aos caprichos de um guarda roupa variado.
Sabemos, também, que uma boa parte das companhias aéreas (em especial as low cost) cobram pela bagagem de porão no caso dos passageiros pretenderem adicioná-la à sua reserva. Por esse motivo, existe cada vez mais adesão à opção de viajar unicamente com bagagem de mão.

Deixo-vos uma lista de vantagens e desvantagens de cada um destes tipos de bagagens.

Bagagem de mão
Vantagens


  • Relativamente leve
  • Fácil de transportar, inclusive em transportes públicos
  • Não corre o perigo de se perder ou estragar (exceto se o voo for muito movimentado e algumas das malas tiverem de ir para o porão gratuitamente)
  • Qualquer coisa de que possa necessitar da sua bagagem está perto de si, uma vez que viaja consigo na cabine
  • Saída rápida do aeroporto. Se a bagagem não foi para o porão, vai evitar ter de esperar por ela.
  • Tempo poupado nas formalidades de embarque. Uma vez que não tem bagagem para despachar, tem tempo poupado no aeroporto, pois pode dirigir-se diretamente à zona de controlo de segurança.
  • Poupança monetária, uma vez que não terá de pagar por bagagem registada.
  • Saída rápida em voo de ligação. No caso de ter comprado um voo de ligação que não seja operado em escala, estando por sua conta e responsabilidade, será mais rápido sair do voo (e com menos stress se este estiver com atraso) não ter de esperar pela mala para despachá-la novamente noutro voo. 
Desvantagens
  • Limitação de espaço para guardar os itens levados de casa
  • Limitação no transporte de líquidos. Os líquidos terão de ser transportados num saco/bolsa transparente de 20x20cm, com fecho de abertura fácil, contendo embalagens com capacidade máxima até 100ml, sendo que no total os líquidos não devem ultrapassar 1l
  • Maior dificuldade na seleção dos itens a levar
  • Maior dificuldade na organização dos itens dentro da mala
  • Limitação de espaço para guardar coisas compradas no destino
  • Carregar/Transportar a mala no aeroporto, no embarque, na entrada do avião e na saída do avião e arrumá-la na cabine autonomamente, mesmo podendo pesar cerca de 10 kg



Bagagem de porão

Vantagens


  • Liberdade para levar tudo o que se quiser (dentro das normas em vigor para o transporte aéreo) até 20kg, ou 23kg nalguns casos
  • Facilidade no transporte de líquidos, não existindo limite para a quantidade possível de transportar
  • Facilidade no transporte de artigos comprados no destino
  • "Mãos livres" a partir do momento em que se despacha a mala no balcão de check in ou drop off
Desvantagens
  • Carregar peso desnecessário, muitas vezes em transportes públicos, subindo e descendo escadas pela ausência de escadas rolantes
  • Perder tempo no balcão de drop off/check in para despachar a mala
  • Perder tempo junto aos tapetes de entrega de bagagem enquanto ela não chega
  • Mais roupa para lavar quando se volta a casa
  • Pagar uma quantia extra, pelo facto de bagagem registada não estar incluída na tarifa (não aplicável em todos os casos)
  • Perda, extravio e sabe-se lá mais o quê (ninguém sabe o que se passa no "backoffice" do aeroporto enquanto a bagagem não está connosco) da bagagem 


quarta-feira, 23 de setembro de 2015

Viagem com chuva: O que fazer?


Já aconteceu provavelmente a muitos de nós sermos surpreendidos (ou menos surpreendidos) com uma bela chuvada em viagem. Achamos sempre que é uma chatice, sentimos que ficamos com os planos estragados, que vamos ver menos que o planeado e sentimos a frustração decorrente das coisas não terem fluído conforme tínhamos idealizado. 
O que fazer então?

  • Fazer o planeamento das visitas com flexibilidade suficiente para mudar os planos se necessário. Se na quarta feira vai chover e na quinta feira não, porque não trocar os planos entre si desses dois dias de visita?
  • Pesquisar o tempo para o local das visitas. Antes da viagem consulte as previsões atmosféricas on line e prepare a sua mala de acordo com esses dados, bem como o seu roteiro. Já durante a viagem, atualizar essa informação é sempre boa ideia.
  • Ter um guarda chuva pequeno e roupa/calçado apropriados para a chuva. Nem sempre a chuva é intensa ao ponto de impedir a continuação das visitas. Basta estar preparado com o equipamento necessário e seguir os planos previstos.
  • Aproveitar para fazer visitas in door. Quando chove os museus, igrejas e outros monumentos fechados parecem sítios fantásticos para se estar. São como um abrigo perfeito e em simultâneo abrem portas à cultura, enriquecendo a viagem. 
  • Beber e/ou comer uma especialidade local. Aproveite essa interrupção de planos para fazer uma pausa dedicada à gastronomia, desfrutando da tranquilidade do momento.
  • Utilizar os transportes públicos para se deslocar. Os transportes públicos são sempre uma mais valia para as deslocações, quer para nos poupar um pouco os pés e as pernas, quer para nos integrarmos no dia a dia dos locais. Quando chove são, também , uma excelente alternativa para nos escaparmos à "molha" nalguns trajetos.
  • Ir para o hotel mais cedo. Vá para o hotel mais cedo e aproveite para fazer as alterações de planos viáveis no seu roteiro. Aproveite para tomar um bom banho e descansar um pouco, revitalizando forças para quando o tempo melhorar.
  • Aceitar que não podemos controlar tudo. Paciência. Fica para uma próxima oportunidade se possível.
No Pico do Arieiro, na Madeira

Visita em dia de chuva ao templo Jing'an, em Xangai

Na Place de La Concorde, em Paris

Em Roma, no Coliseu

Junto ao Mercado Central, em Budapeste



terça-feira, 22 de setembro de 2015

Destinos além do óbvio

Viajar é, para mim, uma necessidade primordial. Faz parte da minha identidade, de quem sou. Não há, simplesmente, volta a dar. 
Tenho, contudo, ao longo do tempo tentado desviar-me de destinos mais óbvios, ou porque já os conheço, ou porque surgem boas oportunidades para conhecer outros primeiros ou, ainda, porque quero afastar-me das opções mais óbvias.
Costumo falar de viagens com várias pessoas, muitas delas com alguma experiência no mundo das viagens, outras com pouca, e outras até sem nenhuma. O habitual é a atenção desse público estar debruçada para destinos mais "clássicos" como Paris, Londres, Roma entre outros. O que a maioria das pessoas se esquece é que fora das capitais ou das cidades mais badaladas, está a verdadeira essência cultural do país e/ou região. Muitas vezes nessas mesmas localidades aplicam-se preços mais baixos no alojamento, restauração, transportes, custo de vida em geral... É, também, nestes locais que podemos observar de forma mais nítida o modo de vida das suas gentes, o seu ritmo, os seus costumes, os seus afazeres diários e a sua forma de se relacionar com os outros. 

Deixo algumas sugestões de destinos menos óbvios pelos quais me encantei.

1. Marselha (França)

2. Manchester (Reino Unido)

3. Guimarães (Portugal)

4. Ilha Terceira - Açores (Portugal)

5. Mahdia (Tunísia)

6. Casablanca (Marrocos)

7. Datong (China)

8. Lyon (França)

9. Lago di Como (Itália)

10. Toledo (Espanha)





segunda-feira, 21 de setembro de 2015

Casamentos e viagens

Quem casou nos anos mais recentes sabe que tornou-se habitual existir um tema de fundo no tão aclamado dia. 
Para os que fazem de viajar o seu modo de vida ou que têm uma predileção especial por este passatempo, tem se tornado cada vez mais comum utilizar o tema viagens para alegrar a festa. 
Comigo obviamente não foi exceção, dado que eu e o marido somos totalmente virados para o mundo das viagens, até mesmo antes de nos conhecermos já o éramos.
Assim sendo, decidimos deitar mão à obra e usar e abusar de todas as ideias fora do comum relacionadas com o tema que nos vieram à cabeça para abrilhantar o dia, dentro das possibilidades do nosso curto orçamento, é claro. 
Além dos exemplos em seguida tínhamos ainda duas situações audiovisuais. No decorrer do jantar de casamento esteve sempre a passar uma playlist criada por nós e em simultâneo um vídeo com uma seleção de fotos de todos os destinos de avião que fizemos juntos (não pusemos o resto das escapadinhas que fizemos, se não o casamento ainda durava uma semana). A meio da cerimónia passámos também um vídeo profissional feito pelo nosso film maker a partir da nossa sessão de solteiros que teve uma passagem pelo aeroporto, pelos arredores do mesmo e pela cidade de Lisboa. O resultado foi muito engraçado e os convidados gostaram bastante. 
Deixo-vos aqui alguns dos detalhes do nosso dia à volta do tema viagens.


Convite personalizado, com o nome de cada convidado


Mapa de mesas, com aviões de papel



Garrafas com fotos do destino como rótulos, usadas como marcadores de mesa



Bonecos do bolo de noivos



Etiqueta das lembranças a imitar as etiquetas de identificação das malas de viagem



Jornal entitulado "Correio de Viagem", criado por mim para entreter os convidados com leitura ligeira






quinta-feira, 17 de setembro de 2015

7 dicas para arrumar a mala

Caros leitores, não sei quanto a vocês, mas eu deliro com vídeos com dicas on line e dicas sobre viagens não é exceção.
Hoje partilho convosco um vídeo com 7 conselhos úteis para vos ajudar a "arrumar" a vossa mala de viagem. Espero que gostem e que vos seja útil!

quarta-feira, 9 de setembro de 2015

Aniversário em Lyon

Fazer anos em viagem é garantia de ter um aniversário completamente único e absolutamente fora do contexto habitual. Para os que tal como eu adoram viajar, não existe certamente opção melhor. 
Infelizmente, até ao momento, por questões profissionais só me foi possível fazê-lo no vigésimo nono apagar das velas, mais precisamente na charmosa e acolhedora cidade de Lyon, num ameno início de Inverno (dado que eu faço anos a 22 de dezembro). 
Fica aqui o foto-report de um dia maravilhoso. O último dos 20 vivido da melhor maneira :)

Place Bellecour

Musée Lumière




 Opera de Lyon
Musée de Beaux Arts de Lyon (Café-Restaurant)
Viande du marché 

Musée de Beaux Arts de Lyon (Exposition)









Place des Terreaux


Opera de Lyon - Cendrillon 





E assim terminou um dia de anos fantástico! Venham muitos mais bem passados...
preferencialmente em modo viagem!